Tany Anthony

Eventos

Blog Tany Anthony

Porque acreditamos que os nossos clientes devem estar bem informados para tomar as melhores escolhas, partilhamos aqui algumas informações relevantes.

Qual a diferença entre anel de noivado e alianças de casamento?

Quando chega o momento de dar o passo em frente na relação, nomeadamente o casamento, surge sempre a dúvida, principalmente nos homens, que tipo de anel ou aliança comprar para dar o passo seguinte. Apesar da tradição do anel de noivado estar muito enraizada na cultura portuguesa, ainda é comum nos dias de hoje, haver alguma confusão entre o anel de noivado e alianças de casamento. Ora, ambos representam momentos diferentes da relação. O anel de noivado é usado no momento do pedido de casamento, momento esse, cada vez mais elaborado e criativo nos últimos anos. Exemplo disso, são as incríveis surpresas que temos assistido através das redes sociais. No caso das alianças de casamento, são efectivamente para serem usadas a partir do momento da celebração do matrimónio até à prosperidade. Estas alianças, simbolizam um marco no casamento, como sinal de união para o novo ciclo que se seguirá.


 

Qual o dedo que se deve usar o Anel de Noivado?

Após a alegria e êxtase do inesperado pedido de casamento, surge uma questão muito comum entre os noivos. Em que dedo deve ser usado o anel de noivado? Ora, segundo a tradição, o anel de noivado deverá ser usado no dedo anelar da mão esquerda da noiva, desde o pedido de noivado até ao momento do casamento. No dia do matrimónio, as alianças de casamento serão colocadas também no dedo anelar da mão esquerda dos noivos, no caso da noiva, junto ao anel de noivado. No entanto, apesar de a tradição ser esta, cada vez mais as noivas no dia do casamento, passam o anel de noivado para o dedo anelar da mão direita por duas razões. Uma das razões, será para dar maior destaque à aliança e à sua carga simbólica. A outra é o facto do desgaste que a fricção/atrito entre os metais provoca durante o uso do anel e da aliança juntos no mesmo dedo. Isto é, a longo prazo ambas as jóias se desgastam pela fricção entre ambos.

 

O que significa Quilate?

No momento em que os noivos começam a pesquisar alianças de casamento e anéis de noivado em ouro reparam que este termo é muito comum no mundo da ourivesaria e joalharia. No entanto, pode gerar alguma dúvida o termo quilate, pelo facto de este ter significados diferentes quando utilizado para o ouro ou quando utilizado para os diamantes.

No ouro, quilate é utilizado como medida de pureza de ouro, representado pela letra K. 
O Quilate representa a quantidade de ouro puro numa determinada liga. Um ouro de 24k, que é o máximo de pureza (ouro fino) tem um toque 999%o. Liga essa que é demasiado maleável para ser utilizada no fabrico de jóias.  Como tal, este ouro terá que ser misturado com outros metais menos nobres para endurecer o metal. Por isso, o melhor ouro para ser utilizado em jóias será o ouro de 19,2k dada a sua elevada pureza e rigidez ideal.

Ouro de 19,2k tem um toque 800%o, isto é, 80% de ouro fino e 20% de outros metais.
Ouro de 18k tem um toque 750%o, isto é, 75% de ouro fino e 25%de outros metais. 
Ouro de 14k tem um toque 585%o, isto é, 58.5% de ouro fino e 41.5% de outros metais.
Ouro de 9k tem um toque 375 %o, isto é, 37.5% de ouro fino e 62.5% de outros metais.

Quanto mais baixo for os quilates, menor a quantidade de ouro puro, o que originará uma maior desgaste do material, menor brilho e maior oxidação (devido à maior % de outros metais menos nobres).

Nos diamantes, o quilate é utilizado como unidade de peso para diamantes e gemas, mas neste caso representado por ct. Por exemplo, 1 ct equivale a 200 miligramas ou 0,2g. Isto é, quando se diz que uma jóia tem um diamante com 1ct, o mesmo pesa 0,2g. O quilate, é fundamental na determinação do valor de um diamante, além de outros critérios. É a razão pela qual a diferença de preço é exponencial nos diamantes à medida que o tamanho dos mesmos aumenta. Por exemplo, um diamante redondo com 5mm pesa 0,5ct, e um diamante com 6,4mm pesa 1ct. Ou seja, uma diferença pequena de diâmetro gera o dobro do peso do diamante que se reflectirá no seu valor.




Qual a diferença entre ouro branco, ouro amarelo e ouro rosa?

No momento da escolha das alianças de casamento os noivos muitas vezes ficam indecisos em escolher qual a cor de ouro. Existe sempre alguma preferência relativamente à cor, é uma questão de gosto pessoal uma vez que é uma jóia para uso diário. Mas existem algumas diferenças relevantes entre as diferentes cores que os noivos deverão saber no momento da sua escolha.

O ouro em estado puro de 24k tem a cor amarela. É o máximo de pureza (ouro fino) tendo um toque 999%o. Este ouro é demasiado mole e frágil para ser utilizado no fabrico de jóias. Por esta razão, deve ser feita uma mistura (ligar o ouro) com outros metais menos nobres para aumentar a sua rigidez.  O melhor ouro para ser utilizado em jóias será o ouro de 19,2k dada a sua maior pureza e rigidez ideal para a manipulação do mesmo. Ouro de 19,2k tem um toque 800%o, isto é, 80% de ouro fino e 20% de outros metais.

No momento dessa mistura (processo de ligar o ouro) a adição dos metais ao ouro (prata, cobre, níquel, paládio) vão formar as tonalidades pretendidas. No caso do ouro amarelo, além de outros metais, é adicionado mais prata do que cobre (4/5 de prata e 1 /5 de cobre) na liga. No caso do ouro rosa, além de outros metais, é adicionado mais cobre do que prata cobre (4/5 de cobre e 1/5 de prata) na liga. Se existir a dúvida entre estes dois tons, no momento da escolha de alianças de casamento, é importante saber, que a maior presença de prata torna o ouro amarelo um pouco mais mole que o ouro rosa. Assim sendo, o ouro amarelo utilizado em alianças de casamento tem tendência a riscar mais do que o ouro cobre no seu uso diário.

No caso do ouro branco, é diferente, são adicionados outros metais, tais como o níquel e paládio que tornam o ouro branco mais duro que os demais e que mudam a sua tonalidade para uma cor acinzentada (ouro branco). No entanto, não é esse o aspecto que os consumidores estão habituados a ver em jóias de ouro branco nas ourivesarias. Para maximizar a beleza do ouro branco, é dado um acabamento, para este ficar com o aspecto prateado que conhecemos. Este acabamento, é um processo químico onde é dado um banho de ródio (metal mais caro do mundo) que torna este ouro bastante mais apelativo e acaba por proteger o metal ao desgaste.  Contudo, ao contrário das jóias em ouro rosa e ouro amarelo, o ouro branco após longa utilização necessitará de refazer o banho de ródio.  O banho de ródio, é a razão pela qual o ouro branco seja um pouco mais caro que o ouro amarelo ou rosa.




Qual diferença entre zircónia e diamante?

No momento da escolha de um anel de noivado ou de aliança de casamento surge sempre um questão importante no processo de compra. Qual o tipo de pedra a utilizar?  A diferença de preço entre zircónia e diamante é abismal, por isso, é importante se perceber as suas diferenças.

O cristal mais utilizado na maioria das peças de ourivesaria é, na verdade, a zircónia cúbica. É uma gema sintética, produzida em laboratório desde 1976 e bastante utilizada devido ao seu alto brilho e a custo reduzido. A zircónia cúbica possui um brilho muito similar ao do diamante, sendo totalmente incolor e não apresentando qualquer tipo de inclusões ao contrário do diamante. No entanto, é importante salientar que a zircónia cúbica tem uma dureza muito menor que o diamante.

O Diamante é uma gema natural composta essencialmente à base de carbono sendo a substância natural mais dura do planeta. Os diamantes foram formados há milhares de anos atrás no interior da terra e que chegaram à superfície terrestre através de erupções vulcânicas. A sua composição criou um material de características únicas com uma dureza e brilho extraordinários. Devido à sua raridade, características e beleza natural, o diamante tornou-se a gema mais cara e mais procurada para o mercado das jóias, para algumas indústrias assim como para investidores. Devido à sua extrema dureza e resistência a alta temperatura e pressão, é comum se ouvir dizer que os diamantes são eternos. Ora, foi nesta associação que se criou um simbolismo muito forte entre o anel de noivado e o diamante, pois sugere a intenção de um casamento resistente, duradouro, apesar das dificuldades.



Receba a nossa Newsletter

Diamond Ring

Precisa de ajuda?

Se tem dúvidas e pretende algum apoio ou aconselhamento contacte-nos ou visite as nossas lojas.